contato@radioserra.com(24) 2246-1724Webmail

Perguntas Frequentes

<< < 123 4 5 > >>

Como funciona a radioterapia?

Em geral, a radioterapia funciona da seguinte forma: a área doente é exposta a raios de alta energia, sendo todas as células afetadas. Contudo, as células saudáveis se recuperam rapidamente, enquanto as células doentes são lesadas ou destruídas e param de se reproduzir.

O paciente submetido à radioterapia pode estar exposto à radiação? Em qual intensidade?

Depende da radiação e da intensidade. Esse paciente deve se proteger, por exemplo, da radiação solar. Antes de realizar outros exames que envolvem radiação (raios x, cintilografia, etc.), o paciente deve consultar o médico que o acompanha.

A radioterapia é recomendada no tratamento de todos os tipos de câncer?

Não. A radioterapia é aplicada dependendo do tipo do câncer e do estágio da doença. Por exemplo, raramente se recomenda esse tratamento para leucemias. Raramente, também, a radioterapia é usada como forma exclusiva de tratamento. Quem vai decidir isso é a equipe multidisciplinar que acompanha o paciente.

Em quais tipos de câncer ela é mais eficiente?

Ela é eficiente em todos os casos para qual ela for indicada. As respostas desse tratamento variam muito de acordo com o estado da doença de cada paciente.

Quais são os efeitos colaterais da radioterapia?

Eles variam em função da área tratada e da dose. Muitos efeitos colaterais, porém, desaparecem rapidamente após o término do tratamento. Alguns deles são:
-tristeza - é o estado emocional mais comumente observado. Uma atitude positiva perante o tratamento ajuda muito;
-cansaço - dormir bastante e alternar períodos de atividades com períodos de repouso;
-náusea e vômitos - podem ser controlados com medicação. Mudanças na dieta, redução dos condimentos (pimenta e temperos fortes) podem ajudar;
-perda do apetite - refeições devem ser feitas em pequenas quantidades e com mais freqüência;
-diarreia - a irradiação do abdome pode desencadear aumento das evacuações. Beber muito líquido e evitar alimentos com muitas fibras (vegetais crus e frutas frescas como laranjas) são dicas importantes;
-mudança de paladar - a irradiação das lesões na boca e no pescoço alteram a capacidade de perceber o sabor dos alimentos. Ao término do tratamento estas alterações voltam ao normal após um determinado período;
-boca irritada - durante o tratamento de lesões de cabeça e pescoço, a boca fica ressecada e muitas vezes com lesões do tipo "aftas". Manter a boca úmida e limpa, fazendo bochechos com água bicarbonatada ajuda bastante.

O que o paciente pode fazer para contribuir com o sucesso do tratamento?

-proteger a área de tratamento;
-usar roupas confortáveis;
-proteger a área de tratamento do sol;
-evitar o uso de sabonetes perfumados, perfumes, bolsas quentes ou frias;
-comer alimentos saudáveis;
-beber bastante líquido;
-não consumir bebida alcoólica;
-avisar o médico sobre medicações que já faz uso;
-perguntar sobre suas dúvidas durante as revisões semanais.
- não faltar ao tratamento.
Voltar